História do projeto e da construção da ponte: um monumento duradouro

Quando perguntaram ao engenheiro chefe Joseph Strauss quanto tempo duraria a Ponte Golden Gate, ele respondeu: "Para sempre". A ponte foi projetada para ser forte e durável, mas fazer dela um monumento duradouro exige manutenção e melhoramentos constantes.

Desde sua inauguração em 1937, a ponte já recebeu muitos aprimoramentos e retrofits ou modernizações:

  • reforço da parte inferior do tabuleiro para fazer com que o tabuleiro vergue menos com ventos fortes
  • substituição de uma parte do tabuleiro da pista de rolamento por uma camada estrutural mais leve
  • substituição, um por um, de todos os 500 cabos verticais que você vê na ponte, os cabos de suspensão
  • instalação de retrofits sísmicos de uma ponta à outra da ponte
  • substituição de alguns dos tirantes amarrados em X e rebitados juntos, como vistos na parte em arco da ponte sobre o Fort Point, por peças de aço mais fortes
  • prevenção constante contra ferrugem; a cor característica Laranja Internacional é sempre usada para repintar a estrutura histórica para conservar sua aparência
  • instalação de sensores para medir movimento em toda a ponte, monitorando o modo como ela reage a ventos, terremotos, cargas de tráfego e alterações de temperatura

A equipe necessária para a manutenção da ponte inclui engenheiros, serralheiros, eletricistas e pintores, apenas para citar alguns. A força de trabalho da ponte tem grande orgulho de seu papel na manutenção não só de uma via de transporte essencial mas também de um famoso e querido marco de referência local.

Mais imagens


Para examinar a condição dos fios metálicos que compõem os cabos principais, os trabalhadores da ponte removem a cobertura externa para expor os 27.572 fios paralelos e inserem cunhas para inspecionar os fios internos.


Os eletricistas precisam de um elevador para alcançar e reparar as luzes da ponte.


As correias e ganchos com trava que prendem os operários à ponte são equipamentos de segurança obrigatórios. Este serralheiro está usando suas correias de segurança enquanto aperta um parafuso perto do alto de uma das torres da ponte.


Este equipamento de pintura, conhecido em inglês também como sky box, está prestes a subir pelos cabos de suspensão para os operários aplicarem uma mão de tinta final sobre o primer.


Vista do interior de um sky box, onde os cabos de suspensão recebem uma demão de tinta.


Ferrugem e tinta velha são removidas antes da aplicação do primer enriquecido com zinco, seguida pela demão final da tinta característica na cor Laranja Internacional.


Um novo suporte sob uma via de acesso na extremidade norte da ponte substitui a original e inclui alguns recursos modernos de engenharia sísmica.