A construção da ponte sobre o Golden Gate


Anatomia de uma ponte pênsil


l. Treliças do tabuleiro

Observe as treliças que se estendem ao longo da ponte. O peso da estrutura da pista de rolamento e do passeio, bem como o dos veículos, pedestres e ciclistas, é sustentado pelas treliças do tabuleiro. Os tirantes diagonais contornam a unidade estrutural básica da treliça, o triângulo, que é inerentemente forte e rígido. Entretanto, as treliças do tabuleiro não são fortes o bastante para se estender de um lado ao outro do Golden Gate. Elas são sustentadas a cada 15 metros (50 pés) por cabos verticais de suspensão de aço.


2. Cabos de suspensão

Observe os 500 cabos verticais da ponte (cabos de suspensão de aço). Eles são a etapa seguinte do “caminho de carga”, que é o termo que descreve como o peso da ponte, incluindo o peso do tráfego, é finalmente transferido para o solo. As treliças do tabuleiro transferem sua carga para os cabos, que puxam esse peso para cima, para os cabos curvos principais. O peso do tabuleiro é suspenso dos cabos principais por esses cabos de suspensão, daí seu nome.


3. Cabos principais

Quando você olha para as partes superiores das duas torres da ponte, vê onde os dois cabos estão apoiados. Todo o peso da estrutura do tabuleiro da pista de rolamento e do passeio, do tráfego, dos cabos de suspensão de aço e dos próprios cabos curvos principais é colocado sobre as partes superiores das duas torres pelos cabos.


4. Torres

O que sustenta os dois cabos principais? Quando você usa uma mochila, as alças puxam o peso para cima de seus ombros e, em seguida, essa carga percorre um caminho que desce por seu corpo pelas pernas até o solo. As hastes que sustentam uma barraca, a corda bamba do equilibrista no circo ou um varal de roupas também devem transportar o peso até o solo. Na ponte, as torres transportam todas as cargas de gravidade da estrutura de suspensão inteira, de uma extremidade à outra, até o solo.


5. Fundações

As fundações são a etapa final do caminho de carga. As forças transportadas para baixo pelas torres de aço são contidas pela força das fundações de concreto, que se estendem até a base rochosa. As forças de tração ou tensão dos cabos são contidas pelas sólidas ancoragens de concreto em ambas as extremidades da ponte e essas ancoragens também estão encravadas na base rochosa. As cargas da ponte fluem pelas fundações e alcançam o solo, completando o caminho de carga.